AO VIVO
Menu
Busca terça, 03 de agosto de 2021
Busca
Rio de Janeiro
24ºmax
13ºmin
Correios Celular - Mobile
Economia

Confiança do empresário do comércio tem alta recorde em setembro

Expansão foi de 14,4% na comparação com o mês passado

18 setembro 2020 - 13h25Por Jennifer Vargas*

Ainda em ritmo lento, a economia começa a tentar se recuperar do impacto causado pela pandemia da Covid-19. Prova disso é que o Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec), medido pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), registrou em setembro uma alta de 14,4% na comparação com o mês anterior. É a maior alta da série histórica da pesquisa, iniciada em abril de 2011.

Mesmo assim, os indicadores ainda não alcançaram o patamar de setembro de 2019, estando 23,1 abaixo do patamar registrado. Presidente da CNC, José Roberto Tadros contou que a expectativa é que a flexibilização das medidas de distanciamento social sustente a retomada da atividade econômica no terceiro trimestre.

"O volume de vendas do comércio tem apresentado crescimento nos últimos meses, impulsionado pela reabertura das lojas do varejo não essencial, o que tem impactado na percepção cada vez mais otimista dos comerciantes", disse o executivo.

Confiança no futuro

As expectativas cresceram 7,2%, influenciadas pelo aumento da confiança no futuro da economia (alta de 9,7%). Já as intenções de investimentos cresceram 13,1%, puxadas pelo componente de contratações de funcionários (alta de 22,3%).

Já na comparação com setembro de 2019 ocorreu o oposto, com queda em todos os componentes. As condições atuais caíram 41,5%, com destaque para o recuo 52,3% no momento atual da economia.

As expectativas recuaram 13,1%, também com destaque para a confiança na economia (-16,1%). Enquanto isso, as intenções de investimentos tiveram queda de 21,7%, com destaque para os investimentos na empresa (-32,3%).

*Com informações da Agência Brasil